terça-feira, 24 de novembro de 2020

O que o Mister M faz nas entrevistas é o que todo entrevistado estrangeiro deveria fazer

Mister M é o nome pelo qual o mágico americano Val Valentino ficou conhecido no Brasil. Em 1999, virou um quadro do Fantástico, da TV Globo, e Valentino ganhou o nome Mister M. O quadro era polêmico e chegou a ser tirado do ar, pois acarretava prejuízo aos profissionais do ramo. Ele deixou saudade pelas locuções de Cid Moreira, que chamava o mágico de “príncipe negro dos sortilégios”, “senhor de todos os segredos”, “paladino mascarado das noites de domingo” etc. Marcou minha infância. Ao assistir a entrevista que o mágico concedeu ao programa The Noite com Danilo Gentili em 8 de julho de 2020, um detalhe me chamou a atenção:

Entrevista com Mister M | The Noite (08/07/20)

Comentário de Alana de Carvalho Silva no Youtube e no qual eu concordo: 

"Gostei da consideração que o entrevistado demonstrou em relação ao intérprete! Ele falou pausadamente, para dar tempo da pessoa traduzir suas palavras o mais fielmente possível... O programa já recebeu convidados de outras nacionalidades que falavam tão rápido que não se faziam compreensíveis durante toda a entrevista - uma vez que a voz do intérprete se sobrepunha à original (logo, até para quem entende algo da língua estrangeira, não era possível acompanhar) e, para manter a fluidez, muitos trechos acabavam sendo suprimidos, resumidos ao serem traduzidos. Não foi o caso dessa entrevista: parabéns ao Mister M e ao intérprete pelo excelente trabalho! :)"

Nenhum comentário:

Postar um comentário