quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Madonna foi a pior convidada de Marília Gabriela, segundo a própria

Logo após lançar o álbum Ray of light,  Madonna concedeu uma entrevista exclusiva  à Marília Gabriela. Era a primeira vez que uma jornalista brasileira a entrevistaria. A entrevista é um verdadeiro achado. A jornalista brasileira parece que não era assim muito fluente no inglês e Madonna foi por diversas vezes, digamos, alfinetada. Marília Gabriela parece que não fazia questão de cativar a diva pop e queria meio que desvendar a falta de essência de Madonna ao perguntar, por exemplo, o significado de Mantra. Interessante mesmo é quando Madonna é indagada sobre a disposição de fazer apresentações mais intimistas,quando ela já estava acostumada a megashows. Veja a entrevista bizarra realizada em 21 de setembro de 1998.

Madonna vs. Gabriela
baixar vídeo 1 - 2

Os gringos descrevem a entrevista como a "a melhor estranha entrevista do século de Madonna" (best-weird-interview of the century). Em outro título da mesma entrevista postada no Youtube está escrito "Bizarra entrevista de Madonna com uma jornalista brasileira".

A pior convidada de Marília Gabriela

Em 2005, a jornalista Marília Gabriela foi entrevistada pelo programa Pânico da rádio Jovem Pan FM. Quando perguntada sobre suas piores entrevistas, mesmo tendo feito mais de 10 mil programas, Gabi escolheu Madonna entre os seus piores convidados. Até então, os fans brasileiros achavam que a culpa da péssima entrevista tinha sido da Madonna, porém, agora Gabi revela o que aconteceu de fato nos bastidores:

Madonna é uma pessoa horrorosa. Sei que os fans vão ficar loucos da vida comigo. Eu consegui entrevistá-la por causa do meu amigo Andre Midanni, que na época trabalhava na Warner em um cargo muito importante. Eu era uma grande fan da Madonna, mas hoje acho que existem assessores que escrevem por ela e a instruem a falar certas coisas. Acho que ela deve ter um ghost writer. Eu já tinha lido uma entrevista onde um jornalista inglês tinha acabado com ela, mas nâo tinha acreditado muito. Hoje, concordo com ele. Ela sempre tinha me dado a impressão que era uma pessoa inteligente.
Ela foi a primeira entrevistada que me pediu uma gravação com trechos de outras entrevistas que eu tinha feito. Mandei um tape com entrevistas com o Pavarotti, Fidel Castro e outros artistas famosos.
Ela sabia exatamente quem eu era e o tipo de pergunta que eu faria.
Ela marcou um local, um restaurante de um amigo dela em Nova York, onde existia todo um aparato com ilhas de edição, assessores e uma comitiva de umas 15 pessoas que ficavam puxando o saco dela e rindo de tudo o que ela falava.
Ela foi extremamente agressiva comigo. Eu tinha preparado um programa para uma mulher brilhar. Tinha feito 49 perguntas para uma pessoa inteligente se sobressair. Passei dias pesquisando coisas interessantes, afinal, ela era uma pioneira. Ela adora auto-propaganda de ser uma mulher liberada, que falou de sexo antes de todo mundo. Ela simplesmente ignorou minhas perguntas, jogou todas no lixo. Com 49 perguntas você tem material para um programa que dura dias. Ela respondeu tudo em menos de 30 minutos.
Eu me senti diminuída… humilhada na minha profissão.
Quando a entrevista terminou, fui cercada por um bando de assessores. Na época ela tinha uma empresária muito simpática que veio me parabenizar dizendo que eu tinha feito uma grande entrevista. E que o material era ótimo. Eu respondi dizendo que ‘tinha sido péssimo, olhem como ela me tratou…’. Uma assessora me segurou pelo ombro e respondeu: “Não é nada pessoal, ela faz isso com todo mundo.”
Eu perdi uma grande entrevista e perdi também uma mulher que eu admirava…”

Um comentário:

  1. Todo mundo erra, sem exceções, e essa entrevista foi um erro, e é fácil responsabilizar apenas o entrevistado.
    Já vi quase todas as entrevistas conhecidas com Madonna, sempre são divertidas, as do David Letterman, Kurt Loder (da Mtv americana), e a lista é longa.
    Geralmente Madonna está divulgando algum trabalho quando dá uma entrevista grande, e o assunto principal deve ser este. Se tivesse feito seu dever de casa direito, Marilia saberia disso, mas foi ingênua em acreditar que poderia manipular tudo, fazer qualquer tipo de pergunta. Pecou por perguntas meio sem sentido e pelo inglês ruim.
    Convenhamos, numa era pós maternidade, com um trabalho falando sobre mantras, cabala, yoga, perguntar sobre gostar de mulheres e homens, sexo, não faz sentido. Nunca daria certo, faltou bom senso. Madonna é do jeito que é, basta saber conduzir bem o entrevistado e tornar tudo muito agradável ao público. Isso sim é fazer um bom trabalho. Vários outros conseguiram, tem o youtube para comprovar, e não conheço nenhuma outra entrevista com a Madonna com este resultado.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...